Quando água e ser(tão)

Ali, quando cheguei, tocava “Chove chuva, chove sem parar”. Era Jorge Ben. Era o embalo de uma rede. E, curiosamente, havia chuva no sertão. Deve haver algo de mágico em molhar o ser(tão). Fazia um calor imenso, quase sufocante. Ao mesmo tempo, não havia a agonia da secura. Era ela mesma essa ecologia no ser.

Andava irritada e descompassando, ainda que em retas linhas. Por conta de que? Dizia ela que havia tido um sonho, que noticiara seu desejo. Como amante barata de Foucault achou que, minimamente, aquele encontro do inconsciente com a memória exalada a café,  lhe estava trazendo um aviso. Sim, alguém lhe perturbara a boa cadência. Era um primeiro e certeiro sinal, pensei eu.

Ela estava tentando compreender de onde esse descompasso apareceu. Havia idealizado uma aparência construída na virtualidade, ou estava esperando que a realidade  suplantasse as construções artificiais da rede? Bom, o melhor, pensei eu, era que por fim alguém a havia perturbado. Era o sonho. Era o virtual. E, agora, também o real. Ela conseguiu interagir com tantas facetas deste ser que lhe descompassara que, ao final, conseguiu irritar-se com a abstinência de sua presença. Era a secura recebendo a água de uma chuva tranquilizadora. Ao mesmo tempo, era a agonia dos vapores sufocantes que o sertão molhado propiciava.

Eu via isso daqui. Espiando aquele embalo. Ela mesma, já não posso garantir o que sentia ou pensava. Estava tão sem paciência que preferi deixá-la. Ela relia uma carta que queria ter enviado, mas o ser(tão) árido-interior, a incapacitava.

Parecia que havia elegido a abstinência daquele ser que lhe (d)encantara. De repente, queria voltar ao sertão? Quem o dirá!? Porque, que eu saiba

Quando água e sertão se encontram

há uma magia transcendental

Ecologia ancestral

Acalento espiritual

E essa mulher, ali, só tinha em si o vapor, a poeira do acalento que poderia ter tido, talvez. Não sei. Sai dali. A musica também acabou. Era a vez de “Samba de uma nota só”.

 

Créditos: Instituto Água Viva (imagem)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s